A pele está exposta a diversos agentes agressivos, principalmente no ambiente de trabalho.

A dermatite ocupacional é uma das doenças que mais afasta o colaborador das suas atividades, portanto para toda ação causada por agente químico há um creme específico para promover a proteção e hidratação adequada.

Os Cremes de Proteção são EPI’s com Certificado de Aprovação (CA), protegem e hidratam a pele contra o ressecamento proveniente de contato com agentes químicos e biológicos, alergias e ou dermatoses irritativas. Eles também são reconhecidos como cremes-barreira, isto é, uma espécie de barreira fisioquímica que impede a entrada dos mesmos.

Cada produto possui o seu Grupo de proteção:

Grupo 1 - Trabalhadores que ficam em contato com água. Tais como: tolueno, xileno, benzina, óleos solúveis, cimento, cal, tintas a base de água, querosene, argamassa, entre outros.

Grupo 2 - Trabalhadores que ficam em contato com óleos brutos. Tais como: Tintas a base de óleos, gasolina, óleo diesel, solventes, óleos minerais, acetona, entre outros.

Grupo 3 - Trabalhadores que ficam em contato com água e óleos brutos. Tais como: Tintas. graxas, solventes, argamassa, cal, óleo mineral, cimento, gasolina, entre outros.

A melhor utilização desses produtos é:

• Lavar bem as mãos com água e sabão neutro;

• Seque com uma toalha ou papel toalha;

• Aplique aproximadamente 2g do Creme de Proteção adequado para seu tipo de atividade;

• Cuide para que todas as partes que terá contato com os agentes químicos estejam protegidos, inclusive as unhas;

• Lembre-se de reaplicar depois de 4h ou após lavar as mãos.

Os Protetores Solares são chamados “filtros ou bloqueadores” solares que diminuem o risco de queimaduras causadas pela exposição ao sol, não possuem CA, mas são muito importantes para proteger o trabalhador dos raios UVA e UVB. Recomenda-se que os protetores solares sejam usados todos os dias quando houver exposição ao sol.