Todos nós sabemos que o uso de agrotóxicos é um assunto bastante debatido em todas as áreas, o risco ao ser humano, ao meio ambiente é algo preocupante.O que não podemos evitar é o fato de que a utilização vem sendo cada vez mais frequente com o aumento da agricultura.

     De certa forma, medidas devem ser tomadas para evitar o risco de contaminação, uma delas é o uso obrigatório de EPI’s.

     Os Equipamentos de Proteção Individual existem para reduzir a exposição do trabalhador aos produtos químicos e assim aumentar a segurança durante o manuseio. Quando se fala de segurança na aplicação de agrotóxicos tais como: herbicida, inseticida, fungicida que acontece durante todo o ciclo da cultura, para o controle das principais ervas daninhas, insetos-praga e doenças, deve considerar os seguintes aspectos: exposição, toxicidade e risco.

    Existem duas formas de contaminação:

Exposição direta: A exposição direta ocorre quando o agrotóxico entra em contato direto com a pele, olhos, boca ou nariz. Os acidentes pela exposição direta normalmente ocorrem com os trabalhadores que manuseiam ou aplicam agrotóxicos sem usar corretamente os EPIs.

Exposição indireta: A exposição indireta ocorre quando as pessoas que não estão aplicando ou manuseando os agrotóxicos entram em contato com plantas, alimentos, roupas ou qualquer outro objeto contaminado.

     Contudo a utilização de produtos tais como: Botas, luvas, respiradores, óculos, uniformes especiais, jalecos e calças em não tecido, bonés, chuveiro e lava olhos de emergência, protetores solar entre outros é indispensável para evitar contaminação nesses tipos de atividade.