As placas de Sinalização, além de evitar riscos, elas informam direções, nos fornecem indicações e ajudam em nossa segurança, desde uma empresa com suas placas de alerta até lojas comerciais, com sinalização de rotas de saída e de fuga.

   ATENÇÃO, PERIGO, CUIDADO, INDICAÇÕES COM SETAS são exemplos de placas que nos ajudam a informar de forma direta e rápida a possibilidade de ocorrência de um acidente devido a uma atividade, um objeto ou uma situação de risco.

   Para alcançar esse objetivo, a sinalização deve atrair facilmente a atenção do trabalhador, seja por meio de uma placa com forma e cor característica, de sinal acústico ou de um luminoso. Além disso, é preciso que essa sinalização passe, de forma clara, resumida e rápida, a informação desejada.

   Assim, é fundamental que esses equipamentos sejam posicionados em locais estratégicos, de modo a ficarem perceptíveis a todos. Outro ponto a ser considerado é que essa sinalização não pode causar distrações ou atrapalhar a rotina de trabalho.

4 Tipos de Placas de Sinalização:

 1. Sinais de Obrigação: têm como objetivo indicar comportamentos ou ações que obrigam a utilização de determinado equipamento de proteção individual (EPI). 

2. Sinais de Perigo: são apropriados e obrigatórios em situações e locais que exigem atenção, cautela, precaução, ou afirmação de que algo é perigoso.

3. Sinais de Aviso: qualquer lei do local, ou atitude proibida ou perigosa é alertada nesse tipo de sinalização de segurança. Evita acidentes de trabalho e consequências graves.

4. Sinais de Emergência: indicam saídas de emergência, direções de fuga ou localização de algum equipamento útil em situações emergenciais, como incêndio, alagamento, vazamento de gás, entre outros. São úteis para guiar trabalhadores e visitantes aos rumos corretos oferecendo capacidade de fuga.

 Confira alguns modelos disponíveis ou personalize sua placa conosco!